terça-feira, 1 de junho de 2010

Tentativa frustrada de retirar o Acampamento Indígena





Ministério da Justiça tenta retirar os indígenas da sua luta legítima. A resistência continua!
O Acampamento Indígena Revolucionário foi surpreendido pela chegada, ainda antes do amanhecer, de policiais do BOPE, da ROTAM e da Polícia Federal. Com armas e uma decisão judicial nas mãos, os policiais disseram ao grupo que removesse o acampamento. Uma liminar determinava que os índios ficassem a pelo menos 1 km de distância do prédio do Ministério da Justiça, o que fere o direito constitucional de ir e vir de todo cidadão, bem como o direito a manifestação pacífica. Era exatamente a manifestação que o Ministério da Justiça tentava impedir, nos três dias em que um evento reúne integrantes do judiciário, do executivo e do famigerado CNPI. Embora os debates digam respeito aos índios, o grupo do acampamento foi impedido de participar.

Procuradora da Justiça chegou para cumprir a decisão e o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) atuou como mediador. Infelizmente ele foi embora antes da solução do impasse. Os índios se recusavam a sair, mesmo com a promessa de que teriam a audiência com o Ministro da Justiça, aguardada desde o início do acampamento, em janeiro de 2010. A proposta dos índios era de que a audiência acontecesse sem a remoção do acampamento.

Sem acordo, os índios retiraram suas coisas de dentro das cabanas e ficaram de joelhos formando um paredão humano em frente ao acampamento.
Uma liminar dos advogados do Acampamento conseguiram derrubar a ordem de reintegração de posse.
Por Bruno Costa e Lola

1 comentários:

arapyu_br disse...

parentes!!!saudaçoes indigenas arapyu!!!parece nao ter jeito até quando iremos ser reprimidos por lutar por nossos direitos,tudo que consta na constituiçaõ é tratado como se ela não esxistice,as leis servirão sempre quando for contra nós indigenas guardiões da da amazonia ou do brasil...alguem conhece oque diz o art 231.
sao reconhecidos aos indios sua organização social costumes,linguas crenças e tradiçoes e os direitos originarios sobre a terra que tradicionalmente ocupam competindo a união demarcar e fazer respeitar todos os seus direitos.......mas o que vemos é o desrespeito a nação indigena!!!

gedeão arapyu santarem Pará-rio arapiuns

2 de junho de 2010 09:31

Postar um comentário